Empresa

A ModClima é uma empresa de inovação, pesquisa e desenvolvimento, focada na busca de soluções limpas e sustentáveis para mitigar os efeitos das mudanças climáticas e aquecimento global e para promover a recuperação do clima, das florestas e do meio ambiente.

Todos os projetos desenvolvidos pela ModClima são inéditos, patenteados e geram soluções eficazes, aplicáveis em escala em benefício do Planeta. Dentre eles, destaca-se a tecnologia de indução de chuvas localizadas (chuvas artificiais).

Contando com excelente corpo de cientistas, pesquisadores, gestor e profissionais multidisciplinares, a ModClima utiliza a pesquisa experimental como fonte criadora de novos conceitos e soluções.

Histórico
Fundada em novembro de 2007, a ModClima nasceu para dar prosseguimento ao trabalho de indução de chuvas localizadas, que vinha sendo realizado entre inventor Engº Takeshi Imai e a SABESP – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo.

Os primeiros vôos experimentais foram realizados em 1998 na região de Atibaia. Em 2001 com o apoio da Sabesp, a pesquisa ganhou corpo e puderam ser realizados muitos vôos de semeação, além de desenvolvimento e teste de equipamentos. Em 2005, a ModClima firmou com a Sabesp o primeiro contrato para produção de chuvas artificiais sobre o Sistema Cantareira.

Ainda em 2005 a tecnologia foi laureada com uma medalha de ouro no 7° Symposiun International de l´Eau 2005 – Cannes France – Pluies Artificieles Localiseés, de l´Eau Pure directment des Nuages - Comment les Pluies Artificielles peuvent aider notre Planete – Presentation d´un Nouveau Paradigme dans les ciences Atmosferiques. – Prix Medaile d´Or de la Science, les technologies de l´Eau. Engenhero TAKESHI IMAI (ITA Bresil).

A tecnologia já contabiliza 7 contratos com a SABESP, 12 anos de experiência, 1000 horas de vôo, aproximadamente 600 chuvas realizadas e desenvolvimento de novas pesquisas e Know-How próprio.

Este processo é aplicado na Sabesp sobre os mananciais dos Sistemas Cantareira e Alto Tiête.

A partir de 2009, a tecnologia de indução de chuvas localizadas ( produção de chuvas localizadas), passou a ser utilizada também na agricultura, visando minimizar o impacto da seca, da falta de chuvas, e do déficit hídrico em vários estados do Brasil, entre eles: Bahia, Goiás, Maranhão, Paraná, Pernambuco e São Paulo.

Eventos e Prêmios